A Dona do Pedaço | Maria da Paz flagra Régias com Jô e atira no picareta sem piedade: “Toma”

0

Nos próximos capítulos de A Dona do Pedaço, Maria da Paz (Juliana Paes) vai viver uma espécie de inferno astral. Tudo começará quando a empresária flagrar Josiane (Agatha Moreira) na cama com Régis (Reynaldo Gianecchini). Em uma sequência de tirar o fôlego, a boleira irá perder a cabeça, vai dar um tiro no marido e acabará atrás das grades. Pensa que acabou? Nada disso! Nossa protagonista, finalmente, descobrirá que a filha não vale nada. E isso será da pior forma possível.

Amante do marido de sua mãe, Jô já percebeu que Régis anda meio distante. A sós com o gato em seu quarto, ela decide perguntar o que ele tem de tão importante para lhe falar. O playboy, então, faz um revelação que deixa a influenciadora digital desnorteada:

“Eu amo sua mãe.”

O filho de Gladys (Nathalia Timberg) explica que se apaixonou de verdade pela boleira e, inconformada, Jô tira a camisa do seu amante e algumas peças de sua própria roupa.

“Tá brincando comigo… eu sei que me quer… que me deseja… olha pra mim, olha… diz que tudo que tá dizendo é loucura… que eu sou a mulher da sua vida. Olha meu corpo… meu corpo. Ele é teu”, desespera-se a garota.

É nessa hora que Maria da Paz acorda e percebe que o marido não está ao seu lado. Depois de ouvir barulhos, a empresária pega o revólver e caminha até a cozinha a procura do playboy. Nem sinal do Régis! Em seguida, ela vai até o quarto da filha e escuta a voz do marido chamando por Jô.

Após levar aqueles segundos intermináveis para processar o que está acontecendo, Maria da Paz entra no quarto e flagra Régis e Jô seminus. O cafajeste dispara aquela frase clássica de quem tem muita culpa no cartório:

“Eu posso explicar”, ele diz para a esposa.

“Não tem explicação nenhuma. Eu estou vendo. Larga minha filha, desgraçado, larga”, ordena a empresária.

Ele insiste em dizer que não está acontecendo o que Maria da Paz está pensando, mas ela não o escuta:

“Ah… como não é o que estou pensando? Como não é? Eu estou vendo, você no quarto da minha filha, no quarto da minha Josiane… os dois… quase sem roupa… Você seduziu minha filha, desgraçado.”

A boleira pergunta há quanto tempo que eles têm um caso e Jô confessa, com frieza:

“Sempre.”

Régis pede para Maria largar o revólver para conversarem, mas ela avisa:

“Eu vou dizer a conversa que você merece. Eu vou resolver essa situação como minha família sempre resolveu… Toma, Régis, toma.”

Régis é levado ao hospital com vida e Camilo algema Maria da Paz. Na prisão, ele fala sobre situação da boleira:

“Não sabemos quanto tempo ficará. Depende muito do estado do paciente. Se ele morrer, a pena será pior.”

“Não me arrependo. Até agora eu tava cega. Agora abri os olhos. O Régis mereceu esse tiro. Mereceu”, diz a boleira.

Atingido pelo tiro da esposa, Régis cai no chão e Jô avisa que ele está ferido. Maria diz que gostaria que ele estivesse morto. Não demora muito, Camilo (Lee Taylor) chega e avisa que já está sabendo do ocorrido. Maria da Paz confessa a autoria do disparo:

“Eu atirei. Atirava outra vez.”

“A senhora está presa”, avisa o investigador.