• Início
  • Notícias
  • Reynaldo Gianecchini abre o jogo e admite que já teve relacionamento com homens, venha conferir o relato
Publicidade

Reynaldo Gianecchini abre o jogo e admite que já teve relacionamento com homens, venha conferir o relato

Publicidade
O ator Reynaldo Gianecchini resolveu falar sobre sua vida pessoal como um livro aberto, e dessa vez declarou sobre suas formas de amar, e disse que já teve sim romances com muitas mulheres em sua vida, mas que também se relacionou com outros homens.Quando foi perguntado sobre o motivo de nunca ter falado sobre isso antes, ele declarou que a vida pessoal e o que se faz entre quatro paredes só diz respeito as nós mesmos, e não é necessário sair espalhando para os quatro cantos do mundo com quem nos relacionamos, por isso ele sempre manteve a sua vida pessoal muito restrita.“Me cobram muito, né? Me perguntam quando vou assumir minha homossexualidade. A estas pessoas primeiro quero falar: antes de achar tão interessante a sexualidade dos outros, dá uma olhadinha na tua. Talvez ela tenha mais nuances do que você pensa” declarou o ator.
(Foto: Reprodução)
“Eu reconheço todas as partes dentro de mim: o homem, a mulher, o gay, o heterossexual, o bissexual, a criança e o velho. Como dentro de todo mundo. Isso tudo é muito mais ampla e as pessoas são levianas. Querem te encaixar numa gaveta e eu não consigo porque a sexualidad é o canal da vida e a minha sexualidad não cabe em uma gaveta. Nossas questões e tabus passam por esse canal. Não é à toa que cada um tem seus fetiches, particularidades… e não tenho vontade de falar com quem estou transando, não preciso. Prezo minha liberdade de não citar nomes e proteger minha privacidade” seguiu dizendo.Durante a reportagem o jornalista da globo perguntou se ele já tinha ido pra cama com outros homens, e o ator resolveu responder de maneira mais delicada a essa pergunta invasiva e disse:“Já tive sim romance com homens e acho que esse é o momento de dizer isso. Mas nunca me senti obrigado a levantar bandeira da homossexualidade. O desejo para mim não passa pelo gênero nem pela idade. Demorei para falar porque isso sempre esbarra no tamanho do preconceito no Brasil. Mas agora é importante reafirmar a liberdade, por mim e por quem enfrenta a repressão. O que falta olhar com lupa é a repressão. Todo mundo perdeu tempo querendo agradar e ser validado, se encaixar no que foi estabelecido correto. As mulheres foram massacradas e os homens também porque tinham que ser os fodões, bons de esporte, os pirocudos, provedores, os que não choram”
(Foto: Reprodução)
Ele também declarou que odiava sofrer bullying quando era criança pelos garotos da escola, quando vinham com brincadeiras zombando de coisas como a maneira como ele se portava“E aí como você faz com uma criança que nem eu, que nasce numa família totalmente feminina e sempre foi muito sensível? Eu tinha pânico de ser chamado de viadinho. Não conseguia nem jogar bola direito, travava. Era coisa de menino e eu gostava de jogar vôlei. O homofóbico é aquele que não quer olhar para a própria sexualidad. Para quem está bem com a sua, não importa a do outro”,

Deixe um comentário

Publicidade

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade