Artesã do meme ‘3 reais’ processa 56 empresas e pode faturar mais de 8 milhões. Entenda!

0

No ano passado, 2019, a vida da artesã Raquel Motta do Amaral mudou ao virar meme no quadro “Isso a Globo Não Mostra”, do “Fantástico”, que editou a participação dela no “É de Casa” e a fez repetir “três reais” infinitamente ao lado de Ana Furtado.

O vídeo viralizou e e podia ser visto em todas redes sociais possíveis. Centenas de marcas usaram a imagem de Raquel para fins comerciais. Ela se revoltou e decidiu entrar na Justiça contra as empresas.

Resultado de imagem para TRES REAIS

Até o momento, cerca de cem marcas foram processadas pelo uso indevido da imagem da artesã, entre elas: academia, lanchonete, e até multinacional, venderam produtos e serviços sem contrato formal ou autorização de Raquel. Somados, o montante cobrado na Justiça já chega a R$ 8 milhões.

“Comecei e ficar preocupada, aí vi minha imagem em propaganda de motel. Achei bagunça demais”, reclama Raquel em entrevista ao UOL.

A artesã chegou a participar de comerciais e faz posts patrocinados em seu Instagram (com mais de 145 mil seguidores), mas não esperava ver sua imagem prejudicada com o uso irregular por outras marcas.

De churros a academia, Raquel Motta do Amaral teve sua imagem associada a dezenas de produtos - Montagem/Reprodução/Instagram

Veja o vídeo que viralizou: