Bolsonaro vai comer cachorro-quente na rua e é surpreendido por gritos de apoiadores e opositores. Vídeo!

0

O presidente Jair Bolsonaro estava sem compromisso em sua agenda neste sábado e aproveitou para comer um cachorro-quente em Brasília bem no meio do povão, mas por um lado obteve uma parte de pessoas que o apoiavam e outra parte que fez um enorme panelaço e gritava palavras de ordem ao presidente, pedindo para que ele fosse para casa e o chamando de assassino.

(Foto: Reprodução)

Bolsonaro foi alvo de protestos em sua saída da Asa Sul em Brasília, onde visitou o ministro Eduardo Ramos e logo após se deslocou para o Sudoeste, onde foi visitar seu filho mais novo, Jair Renan. Ao dar uma entrevista para imprensa em seguida o presidente disse que “só queria entregar um Brasil melhor para quem o suceder”, mas foi surpreendido com mais ataques e panelaço.

Depois de um dia cheio, mesmo sem nenhum compromisso oficial, o presidente parou para fazer um lanche na Quadra 104 Norte e enquanto comia ouvia palavras de apoio como “mito”, mas também de repúdio como “genocida” e “assassino”.

Alguns perfis no instagram contra o presidente resolveram compartilhar o vídeo com o momento dos ataques

Bolsonaro também contou com a presença de apoiadores, ele chegou até a abaixar e tirar uma foto junto a uma criança que estava no local.

Bolsonaro também recebeu um grupo de apoiadores que levavam uma faixa dizendo que sabiam a cura para o Covid-19, e que estaria no uso de Cloroquina, medicamento que o presidente esta recomendando, mas que a ciência não confirma a sua eficácia.