Depois de defender o presidente várias vezes, Datena fica bravo e diz que não entrevista mais. Vídeo!

0

Datena já provou inúmeras vezes que esta ao lado do governo, e independente de qualquer atitude sempre mostrou apoio as coisas que o presidente Jair Bolsonaro anda fazendo, mesmo que às vezes pareça um pouco de loucura, mas ainda sim o apresentador nunca deixou de declarar seu apoio publicamente, sendo chamado pela internet inteira de “bolsominion”, e não se importando com as críticas.

Hoje foi um dia diferente, foi divulgada uma filmagem polêmica da reunião do presidente da república junto com sua equipe, e o presidente da Caixa Econômica acusa a emissora de Datena, a Rede Bandeirantes, de pedir um empréstimo milionário como ajuda financeira, e isso causou uma indignação no apresentador absurda.

O suposto “dinheiro” sendo pago para emissora, deu a entender para quem escutava que seria para que ela manisfestasse apoio ao presidente “Acho que a gente tá com um problema de narrativa. Hoje de manhã, por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro. O ponto é o seguinte: vai ou não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Ah, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Passei meia hora levando porrada, mas repliquei” disse o presidente da Caixa Econômica.

Mas uma explicação breve sobre o pedido veio a tona, e segundo ele a emissora estava pedindo ajuda financeira devido a quarentena, e a epidemia do CoronaVírus, por estarem passando por uma situação nada confortável por conta do vírus, e ele criticou a emissora por colocar funcionários trabalhando de casa “Eu tenho 30 mil funcionários na rua. Não tem essa frescurada de home office. Eu já visitei 15 agências e você em casa? Aí o pessoal ficou um pouco mais calmo” disse ele.

Assista ao vídeo:

Datena ficou indignado com as declarações, afinal, ele é apoiador fanático do presidente: “Eu queria saber quem da BAND queria dinheiro, eu não queria dinheiro! Ele vai ter que provar isso daí” disse o apresentador indignado.

Logo após a declaração polêmica o apresentador continuou soltando o verbo “Agora eu me recuso a fazer qualquer propaganda da Caixa e desse governo. Eu me recuso, porque sou obrigado por contrato a ler os comerciais. Eu fiz comerciais no passado do governo porque eu sou obrigado!”, falou o apresentador, antes de revelar ter recebido R$ 12 mil para fazer quatro ações de propaganda.

“Eu tô dizendo aqui publicamente que, desde o começo, eu avisei pro pessoal da Band que não queria fazer essa ação comercial pro governo. Mas por contrato eu fui obrigado a fazer; Diante de saber que têm pessoas, dessa qualidade, dessa estirpe, eu me recuso a fazer qualquer ação em favor desse governo, que já vi o tipo de gente que dirige, por exemplo, a Caixa Econômica!” disse Datena revoltado com as declarações.

Datena também saiu em defesa da emissora no qual trabalha com suas palavras “Essa aqui é uma emissora de honra! O cara não pode sujar uma emissora honrada, sem explicitar o que aconteceu. Eu tenho certeza absoluta que se tem alguém daqui que tentou levar o chamado ‘jabá’, esse sujeito vai ser colocado na rua e processado. Se eu fosse a Band, interpelaria juridicamente esse cidadão pra esclarecer o que ele falou nesta reunião ministerial.” disse ele.

Por fim, Datena declara que não entrevista mais o presidente da república, confira