Flávio Migliaccio morreu sem receber indenização de causa ganha na justiça há 20 anos. Entenda!

0

Recentemente, o ator Flávio Migliaccio nos deixou! E o artista, partiu sem poder receber a indenização de uma causa já ganha por ele há 20 anos, acerca da por conta da destruição de mais de 400 capítulos da série Tio Maneco, interpretado por ele na TVE. Ele havia ganhado o direito de receber 50% da obra que foi perdida com o desgaste das fitas de rolo.

Na 14ª Vara Cível da Capital, o processo ganho já corre há duas décadas, com sentença que determina que o valor da indenização seja apurado através de um perito.

Flávio Migliaccio: Famosos lamentam morte do ator | Pop & Arte | G1
(Foto: TV Globo)

Os advogados da Acerp, sucessora da TVE, entraram com um pedido de suspensão da ação até que se apresente um sucessor do artista. O advogado de Migliaccio, Sylvio Guerra, demonstrou sua indignação em declaração à colunista Fábia Oliveira:

“[a Acercp] deu uma de ‘urubu na carniça’, meramente para fins procrastinatórios. Comportamento desrespeitoso, desleal, odioso e que tangencia a má-fé processual”,. Segundo ele, o processo não depende de nenhum ato das partes ou da Justiça, não havendo necessidade de suspensão. 

A empresa foi condenada a pagar, ainda, outra indenização por danos morais ao veterano, pelo sofrimento que ele passou ao tentar resgatar as fitas e perceber que havia perdido toda sua obra.  O valor também deve ser calculado por um perito.