Após acusações de estupro, Justin Bieber se pronuncia e envolve até a ex-namorada Selena Gomez

0

Justin Bieber resolveu usar seu perfil no Twitter para negar acusações feita por uma mulher, chamada Danielle, que disse que teria sido estuprada pelo astro em 9 de março de 2014 enquanto ele estava em Houston com a então namorada Selena Gomez.

“Rumores são rumores, mas abuso sexual é algo é algo que levo a sério. Eu queria falar imediatamente, mas por respeito a tantas vítimas que lidam com essas questões diariamente, eu queria ter certeza de reunir os fatos antes de fazer qualquer declaração”, disse Bieber.

“Normalmente não falo sobre coisas, pois lidei com acusações aleatórias durante toda a minha carreira, mas depois de conversar com minha esposa e equipe, decidi falar sobre um assunto hoje à noite”, explicou ele, que atualmente é casado com Hailey Baldwin. “Nas últimas 24 horas, apareceu um novo Twitter que contava uma história minha envolvida com abuso sexual em 9 de março de 2014 em Austin, Texas, no hotel Four Seasons. Eu quero ser claro. Não há verdade nesta história. De fato, como mostrarei em breve, nunca estive presente naquele local”, afirmou o cantor.

Justin Bieber: Lets Recap Her Relationship With Selena Gomez! The ...

Em uma série de tuítes, Bieiber refutou a acusação de Danielle de que ele a teria convidado para ir ao Hotel Four Seasons, onde segundo ela o astro estava hospedado naquela noite. “Como a história dela conta, surpreendi uma multidão em Austin no Show, onde apareci no palco com o meu assistente na época e cantei algumas músicas. O que essa pessoa não sabia era que eu participei daquele show com minha então namorada Selena Gomez”, disse Bieber, que postou links para artigos de notícias, fotos de redes sociais e capturas de tela de e-mails e recibos de hospedagem, dos dias em que esteve na cidade.

Justin Bieber nega acusações de estupro (Foto: Reprodução Instagram)

Bieber disse que não ficou no Hotel Four Seasons, local do suposto estupro, mas que passou a noite de 9 de março de 2014, em um Airbnb, e 10 de março de 2014, em um hotel da rede Westin . “Todas as alegações de abuso sexual devem ser levadas muito a sério e é por isso que minha resposta foi necessária. No entanto, essa história é factualmente impossível e é por isso que vou trabalhar com o twitter e as autoridades para tomar medidas legais”, escreveu Bieber.

O cantor ainda não se manifestou sobre as acusações de estupro de uma segunda mulher, chamada Kadi.

ENTENDA O CASO

Danielle, que em 2014 tinha 21 anos, contou no Twitter que ela e dois amigos teriam ido a uma festa, onde conheceram Bieber e tiraram fotos com ele. Foi quando o cantor e mais um homem teriam a convidado para ir ao hotel Four Seasons.

Bieber, então, teria levado Danielle para um quarto, onde teria acontecido o crime. Os dois começaram a se beijar e o cantor a empurrou na cama, tirando a roupa. Neste momento, ela teria pedido para o cantor parar, mas ele não a obedeceu. Segundo Danielle, Bieber tirou as calças e a cueca e fez uma” penetração forçada e sem consentimento”. “O que aconteceu comigo não foi bom”, escreveu ela.

Um print de uma suposta conversa de Allison Kaye, empresária de Bieber, com uma fã do cantor está circulando na web. No bate-papo, Allison teria o defendido, dizendo que estava com ele na data em que a Danielle o acusa.

“Após o evento em 9 de março [de 2014], Justin ficou no Airbnb, onde eu também estava hospedada. Qualquer reserva de hotel que ele tivesse em Austin não começou até a noite seguinte e ele estava no Westin, não no Four Seasons”, disse a empresária. “Então, isso é factualmente impossível. Lamento ter demorado tanto para responder, mas queríamos ser respeitosos e abordar o assunto com informações reais”, completou Kaye.

Uma outra mulher, identificada apenas como “Kadi”, repostou o tweet de Danielle e disse que também  foi agredida sexualmente por Bieber. O caso teria acontecido  em 4 de maio de 2015 no banheiro de uma suíte no Langham Hotel, em Nova York.

“Ele começou a me beijar, tocando meu corpo e me acariciando. Pedi que ele parasse e continuei dizendo que não podia fazer sexo com ninguém antes do casamento”, contou Kadi. Ela disse que Bieber a teria levado para a cama, a “prendeu” e tentou fazer sexo. Kadi empurrou o cantor e deu um chute entre as pernas dele.

Ela disse que contou à irmã sobre o suposto ataque, mas não foi a público até twittar – e depois excluir – sua história em 2017. “Foi quando eu decidi ir para a polícia”, acrescentou. Kadi também compartilhou capturas de tela de conversas de texto que ela supostamente teve com o guarda-costas de Bieber.

O cantor ainda não se manifestou sobre as acusações de Kadi.