Patroa escreve carta aberta pedindo perdão a mãe de menino Miguel. Leia na íntegra.

0

O Brasil inteiro se comoveu com um caso grave de negligência que aconteceu em Recife, no qual o menino Miguel de apenas 5 anos de idade perdeu sua vida por irresponsabilidade da contratante de sua mãe, que trabalhava como empregada doméstica e no momento estava passeando com os cachorros da patroa, enquanto ela tomava conta de seu filho, que por conta da pandemia não tinha onde ficar, então tinha que fazer companhia pra ela em seu trabalho.

(Foto: Reprodução)

O advogado da família de Sara, que é uma família conceituada e poderosa, divulgou nesta sexta-feira uma carta aberta, no qual ela fazia um pedido de desculpas a Mirtes “Como mãe, sou absolutamente solidária ao seu sofrimento” disse ela em carta.

Ontem aconteceram diversos protestos em frente ao prédio onde aconteceu a morte de Miguel, várias pessoas gritavam “Justiça por Miguel”, e em um ato de solidariedade a Mirtes, se jogaram no chão, pedindo justiça nesse caso, e que os culpados sejam julgados de acordo com a lei, e não apenas pagando uma fiança e respondendo em liberdade.

(Foto: Reprodução)

Veja a carta que Sara, a patroa de Mirtes divulgou a imprensa como pedido de desculpas pelo crime cometido

Como mãe, sou absolutamente solidária ao seu sofrimento. Miguel é e sempre será um anjo na sua vida e na sua família. Não há palavras para descrever o sofrimento dessa perda irreparável. Nunca, mas nunca mesmo, pude imaginar que qualquer mal pudesse acontecer a Miguel, muito menos a tragédia que se sucedeu. Te peço perdão. Não tenho o direito de falar em dor, mas esse pesar, ainda que de forma incomparável, me acompanhará também pelo resto da vida. Estou sendo condenada pela opinião pública como historicamente outros foram. As redes sociais potencializam o ódio das pessoas. Tenho certeza que a Justiça esclarecerá a verdade. Na nossa casa sempre sobrou carinho e amor por você, Miguel e Martinha. E assim permanecerá eternamente. Rezo muito para que Deus possa amenizar o seu sofrimento e confortar seu coração.

Sarí Gaspar