Homem é morto após reclamar de som alto de vizinho, no Rio de Janeiro

0

Jurandir Silva de Mello, de 35 anos foi assassinado a tiros na noite de ontem em frente a sua casa, na Baixada Fluminense e o assassino seria o seu vizinho, o homem teria ficado revoltado após Jurandir reclamar com seu pai sobre o volume do som alto que vinha de sua residência.

(Foto: Reprodução)

Racismo: Sua irmã relatou que Jurandir foi provado antes de sua morte, o pai do acusado teria colocado o som alto virado de proposito para janela do seu quarto, e quando Jurandir foi reclamar, teria escutado insultos como “macaco”, e também ameaças de morte com uma faca.

Após essa discussão Jurandir começou a ouvir gritos, como se estivesse acontecendo alguma confusão e ele foi até o quintal de sua casa ver o que estava acontecendo e para sua surpresa, o vizinho no qual ele havia discutido mais cedo estava armado e atirou em Jurandir por mais de uma vez. Sua esposa estava dentro de casa, e quando saiu para ver o que estava acontecendo se deparou com a cena de seu marido no chão, em desespero ela tentou socorrer, mas por ser ameaçada de morte também teve que entrar com medo em sua casa novamente. Ao se virar para correr com medo do assassino, a mulher teria ouvido mais disparos do atirador.

O crime esta sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), testemunhas estão sendo escutadas e “diligências estão sendo realizadas para apurar as circunstâncias do caso” disse a corporação em uma nota oficial.

A viúva fez um desabafo em suas redes sociais, e lamentou a morte de seu marido de forma tão trágica e violenta “Nada vai trazer meu marido de volta, nada. Que mundo é esse, meu Deus? Onde você reclamar que o som está alto e você se torna errado? Podendo resolver na conversa. Mas não, esse monstro vai pagar. Eu sei que vai”, disse ela em um trecho.

“Falei para você que iria até o fim?????? Então, até que a morte nos separe, amor. Espero na eternidade poder te encontrar, amor”. disse ela, como forma de carinho e declaração de amor eterno ao seu companheiro.

Fonte: Jornal Extra.