Urgente: Polícia prende acusado de estuprar sobrinha de 10 anos no ES; prisão aconteceu em Minas

0

A Polícia Civil do Espírito Santo conseguiu prender na madrugada desta terça-feira (18), o suspeito dos estupros que culminaram na gestação de uma menina de 10 anos, sobrinha do acusado, em São Mateus.

O acusado da violência sexual foi detido em Betim, cidade mineira, por volta das 4h de hoje. Agentes da PC seguiram até o local após uma denúncia, e fizeram a importante prisão.

Polícia Civil deflagra quarta etapa da Operação Caim no ES

No último domingo, a criança foi submetida ao processo de óbito do fetal em um hospital de Recife, para entre esta terça e quarta (18), iniciar a expulsão do bebê. Segundo o médico responsável, Olímpio Barbosa de Moraes Filho, a menina passa bem e ontem mesmo começou a sentir cólicas provenientes do processo abortivo.

O governador do Estado, Renato Casagrande, comentou a prisão.

Entenda o caso:

O homem de 33 anos suspeito de estuprar e engravidar a própria sobrinha, uma menina de 10 anos, em São Mateus, no norte do Estado, já foi preso por tráfico de drogas e cumpriu pena entre 2011 e 2018. As informações são da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

Ainda de acordo com a Sejus, o suspeito deu entrada no sistema prisional do Estado em maio de 2011 e, em março de 2017, foi beneficiado com a progressão da pena para o regime semiaberto, quando o detento pode trabalhar durante o dia e voltar para a prisão para passar a noite.

A Sejus informou ainda que o suspeito saiu da cadeia um ano depois da conversão da pena, em março de 2018. De acordo com a secretaria, o homem cumpriu pena em unidades de regime fechado e semiaberto, sendo a última na Penitenciária Regional de Linhares, também no norte do estado.

Após a criança vítima dos estupros dar entrada no Hospital Roberto Silvares, em São Mateus, e ser constatado que ela estava grávida, a menina relatou que o tio a estuprava desde os 6 anos. Portanto, é possível que os abusos tenham começado no período em que o suspeito já cumpria pena em regime semiaberto.

Em seu depoimento, a criança disse ainda que não havia contado aos familiares sobre os abusos sofridos pelo tio, porque tinha medo, já que, segundo ela, o suspeito a ameaçava.

O inquérito sobre o caso foi concluído na última quinta-feira (13) pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de São Mateus. O tio da menina foi indiciado pelos crimes de ameaça e estupro de vulnerável. 

LEIA TAMBÉM: