Barraco no Leblon: Arquiteta que tacou água em mulher de biquíni detona: “Moça da vida e drogada”

0

Barraco envolvendo três mulheres e dois homens, que ocorreu na Dias Ferreira, no Leblon, bairro nobre do Rio de Janeiro, na noite desta sexta-feira (25/9), ganhou mais um capítulo.

Aline Araújo, a arquiteta que jogou água nas mulheres que estavam se beijando de biquíni fio dental em um carro conversível na frente de um bar, apagou os vídeos que fez a algumas horas atrás.

Arquiteta Leblon

No vídeo, Aline chamava as mulheres de “moças da vida que estavam sendo pagas para fazer aquilo ali” e que Sheila, a que desceu do carro e a agrediu, estaria “drogada”.

Ao perceber que pode até ser processada por elas, Aline apagou os vídeos, mas já é tarde, pois as imagens circulam pela internet.

“Vou processar a arquiteta por calúnia”, diz uma das mulheres do carro

Priscilla Dornelles, uma das mulheres que estavam dentro de um carro conversível de fio dental na rua Dias Ferreira, no Leblon, diz que vai processar Aline Araújo, a arquiteta que, após ser agredida, fez uma série de vídeos em seu Instagram chamando Priscilla e Sheila de “moças da vida” e “drogadas”.

“O que ela fez foi difamação. Não sou garota de programa e nem a Sheila. Will não nos contratou, ele é nosso amigo. Estávamos nos divertindo. Passamos a tarde andando de barco e na volta para casa resolvemos passar para ver o movimento naquela rua. Vou entrar com um processo por calúnia e difamação.”

Mulheres que brigaram no Leblon
Barraco no Leblon
Barraco no Leblon
Barraco no Leblon
Barraco no Leblon

“Vou processar. Não pago mulher”, diz motorista de conversível

Wilton Vacari viu sua vida se transformar neste sábado após vídeos dele dirigindo seu carro conversível com duas amigas de biquíni pelas ruas do Leblon viralizar devido a uma briga.

A arquiteta Aline Araújo, que jogou água nas mulheres do carro e acabou sendo agredida, fez uma série de vídeos falando que elas seriam “moças da vida” e que o motorista estaria “pagando as mulheres”.

Wilton, conhecido como Wil, está revoltado com a situação.

wilton leblon

“Só pra constar, sou engenheiro da Petrobras concursado, não pago mulher, minhas amigas são mulheres que trabalham, e se sustentam, não banco ninguém porque não preciso disso. Os vídeos estão circulando nos meus grupos de trabalho e isso mancha minha imagem perante a minha empresa. Vou processar a arquiteta e o homem covarde que agrediu Sheila dentro do meu carro. Fui lesado. Até minha avó recebeu esses vídeos”.

wilton leblon
Pancadaria no Lebon: mulheres de fio dental em conversível brigam na rua

Veja o vídeo da briga aqui: