Goleiro Bruno não reconhece paternidade e diz dormir tranquilo sobre o crime que o condenou

0

O ex-goleiro do flamengo, Bruno, concedeu uma entrevista ao Roberto Cabrini no programa Conexão Repórter, exibido pelo SBT na noite de ontem (07), e suas falas polêmicas e com um tom agressivo acabou gerando muita revolta na internet, principalmente após ele abandonar a entrevista, largando o repórter sozinho em plena gravação, simplesmente por ser questionado.

(Foto: Reprodução-SBT)

O jogador afirma que não foi o mandante e diz dormir tranquilo diante dos fatos apresentados no processo e da condenação, ele ainda afirma que só irá considerar o filho de Eliza como seu filho depois que for feito um exame de DNA: “Não pode falar que é meu filho se não tiver exame de DNA. Se não tem um exame, existe a dúvida. Já pedi na Justiça”. Quando foi questionado sobre pedir perdão para a família de Eliza Samúdio ele diz que não tem que pedir perdão a ninguém: “Todas as pessoas que pedi perdão já me perdoaram. Durmo com minha consciência tranquila”, justificou o jogador.

Ao final da entrevista, após ser questionado diversas vezes sobre o caso, com a intenção de que ele pudesse se defender, o goleiro se irrita, levanta e vai embora dizendo: “Você veio aqui para fazer a entrevista sobre recomeço, acho melhor a gente encerrar por aqui”, justificou.

Durante a matéria o filho do goleiro Bruno também fala sobre o que sente em relação ao seu pai, e a avó, que hoje cria o menino faz revelações chocantes que explicam o fato de Bruno ter assassinado sua filha.

Veja a entrevista completa feita pelo SBT abaixo: