Equipe de Carla Diaz faz grande desabafo sobre relacionamento da atriz com Arthur no BBB21

A equipe de Carla Diaz foi até as redes sociais da atriz para se pronunciar sobre o relacionamento da atriz com o instrutor de crossfit Arthur no BBB 21. Em comunicado publicado na noite de ontem, a equipe pede respeito com a atriz.

“Os administradores precisam falar porque também temos a nossa opinião sobre um dos principais assuntos do BBB: a vida afetiva da Carla na casa. Não nos manifestarmos até agora foi uma escolha, mas chegou o momento”, diz legenda da nota, que acompanha a hashtag Carla Merece Respeito.

Em nota, eles afirmam que, assim como o público, assistem ao BBB 21 todo o dia e que a temática do relacionamento da atriz diz respeito a “todas as mulheres”.

E a Carla? Arthur diz que quer “cachorrada” quando sair do BBB – POPline

“Ver o comportamento da Carla está gerando um incômodo no público, em especial, no feminino. Colocar em discussão esse tema é um avanço para nós enquanto sociedade. E o BBB é um convite para discutirmos comportamentos sociais.”

“Mas nos pegamos analisando o julgamento e a desvalorização da Carla por ter se permitido viver um relacionamento no BBB. Foi uma decisão dela e, dentro de todas as dificuldades de dentro e pessoais, apenas a Carla pode falar mais.”

A equipe ainda citou não saber “o quão solitária” Carla se sente dentro do confinamento e apontou que “quase todos lá dentro buscaram suas duplas, seus parceiros, seu colo. E lá, cada um tem o seu recorte da realidade. Eles não têm a visão que nós temos aqui de fora.”

“A pergunta aqui é: por que esse comportamento da Carla incomoda tanto? Acho que muita gente já passou ou passa por uma situação semelhante. E dói, machuca. Em rede nacional, mais ainda. Estamos falando de sentimento, de emoção… E, muitas vezes, deixamos a razão de lado.”

BBB21: Arthur leva mais um fora de Carla e diz não entender mais nada

A nota ainda cita que, nas redes sociais, muitos telespectadores culpam Carla pela relação, chamando-a de “burra” ou “trouxa”.

“Por que é a mulher que vira sempre o alvo? Por que a culpa é sempre dela? Falamos sobre sororidade, empatia… E tantas coisas lindas, mas é difícil vê-las na prática, nas redes sociais. Acolher, abraçar, unir… São pilares da luta feminista. É preciso que todos reflitam sobre o que falam e escrevem.”

“Gritar, xingar, humilhar, desmoralizar? Esse é o caminho mais fácil, afinal são séculos reproduzindo esse tipo de comportamento, aos quais as mulheres já enfrentaram caladas por muito tempo. Acabou! Não é certo esse tiro ao alvo. Nem de dentro, nem de fora.”

Por fim, a equipe questiona: “Fica a reflexão: quando uma mulher está fragilizada, em sua cegueira ou não, o caminho mais fácil é o caminho justo de ser feito?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *