Gilberto desabafa sobre Lucas, revela quem quer em sua vida após o reality e diz quem acha que vence o BBB21

0

Gil do Vigor deixou a casa do “BBB 21” faltando apenas três dias, não chegando até a final da edição, mas marcou toda a história do programa como um dos participantes que mais viveu e se jogou no reality show, palavras ditas por Tiago Leifert, o apresentador do programa.

Fã declarado do “BBB”, o economista afirmou que o programa o proporcionou uma transformação como ser humano, relembrou momentos especiais no programa e falou sobre os planos futuros com seu PhD.

“Encontrei com todas as minhas personalidades em um momento único e precisei assumir aquilo e ser quem eu era, tanto nos meus aspectos positivos, quanto negativos. Descobri muitas coisas ruins, muitos lados que não eram tão legais e precisei refletir [..]. Foi muito grandioso eu me encontrar, me aceitar. Descobri uma coragem em mim que não sabia que tinha”, contou em entrevista para a Globo.

Gilberto invade programa de Ana Clara Lima e Fábio Porchat tira a camiseta  ao entrar na onda da 'cachoarrada' | OFuxico

O pernambucano não passou despercebido no jogo e se tornou um dos protagonistas do reality.

Acho que esse Gil deixaria o fã (do programa) muito orgulhoso, porque não deixei de jogar. Errei, mas foi tentando viver o programa. Se eu tivesse assistindo, eu diria: “Que bom que ele está vivendo, que está falando”. Errando ou acertando eu estava lá para o jogo, e me orgulharia disso.

Gil também abriu o jogo sobre suas atitudes autodestrutivas no BBB21 ao motivo do medo da eliminação.

“Passar por isso humanizou ainda mais a minha participação, mostrou que a gente é assim mesmo: erra, pede desculpa, volta atrás, depois erra de novo. […] Se for para acertar o tempo inteiro, ser perfeito, glória, aleluia, pega um altar, me coloca em cima e pronto”, analisou.

Queria que as pessoas gostassem de mim', diz Gilberto após sair do 'BBB 21'  - Bem Paraná

Juliette também foi tema da conversa

Gil falou sobre sua amizade de altos e baixos com Juliette, quem ele acha que vai ganhar o ‘Big dos Bigs’, e disse que seu jeito desconfiado acabou prejudicando o relacionamento com a advogada, mas que ficou tudo resolvido.

“Graças a Deus consegui pedir desculpas, me resolver com ela e seguir o meu jogo. Espero que sejamos amigos aqui fora. Me identifiquei com a Ju assim que ela chegou, vi meu Nordeste. Acho que ela leva [o prêmio] e vai ser muito merecido”, afirmou.

Amigos que quer levar pra vida

O economista ainda fez elogios à Sarah, sua melhor amiga no confinamento, a quem chamou de “o amor de sua vida”, e disse que a brasiliense, Juliette, João, Fiuk, Camilla, Pocah, Arthur e Thaís são as pessoas de quem quer ser amigo fora da casa.

“Todos eles são pessoas incríveis”, elogiou.

Lucas Penteado

Gilberto ainda comentou suas “cachorradas” e disse que não se arrepende de nada. O ex-brother relembrou o breve affair que viveu com Lucas Penteado na casa, e respondeu se a relação dos dois terá um futuro:

“Queria muito revê-lo, mas ainda preciso saber direito tudo que aconteceu. Assim que saí, ouvi algumas coisas que me chocaram. Não sei como vai ser, mas quero sentar e conversar com ele para entender. Fiquei bem surpreso com algumas coisas”.

Para quem está por fora, Lucas proibia o assunto “Gil” de suas entrevistas. Além disso, não podia falar da orientação se*xual do ex-brother. Isso causou um burburinho entre os fãs do último eliminado, que deixaram de seguir o ator nas redes sociais.

Cachorradas do Gil

O economista disse também que imaginou que seria o protagonistas de tretas na casa e que entrou no reality receoso sobre seu comportamento.

“Já entrei com a neurose de que tinha que ter cuidado com famoso, porque, se viesse se achando, já ia dar um baile. Fui com esses dois pés atrás, mas tentando conhecer o povo”, explicou.

O pernambucano disse que as “cachorradas” nesse sentido é algo de que não se orgulha:

“Sempre que explodia, me vinha uma sensação muito ruim depois, porque não queria passar do ponto. Mas sentia que passava, que estava muito desprotegido. Era um sentimento tão forte que, mesmo sendo fã do programa, cheguei a pensar em desistir algumas vezes. Isso mexia comigo: chegar ao ponto de querer sair por brigar com uma pessoa. Então, comecei a repensar algumas atitudes, a tentar me controlar mais, a entender que de fato havia neuroses na minha cabeça que explodiam. Aí eu comecei a pisar no freio”.

Para o futuro, Gil disse que sabe que precisa escolher os frutos de sua participação no programa, mas que seu PhD é o seu sonho:

“É o meu planejamento, meu projeto. Se eu não for, vou estar mentindo para um desejo que sempre tive. Disse que sonhei, me vi tanto entrando no Big Brother Brasil, quanto chegando no meu PhD. Se não for, vou estar me traindo. Fui aceito em três universidades, sendo duas com bolsa. E já escolhi uma”