Sara Winter, ex apoiadora de Bolsonaro solta o verbo: “Eu quero que a política se fod*”

0

Quem não lembra dela? Extremamente radical e líder de muitos movimentos radicais de direita, Sara Winter reapareceu e colocou a boca no trombone sobre tudo o que vive atualmente, ela disse que todos viraram as costas pra ela, inclusive o próprio presidente, no qual ela apoiou até o final com unhas e dentes e se diz traída.

“Algum político me ajudou? Político nenhum me ajudou. Aliás, hoje grande parte dos políticos da direita me tratam como se eu fosse uma leprosa. Gente que me procurava, que ficava pagando pau pra mim. Tem gente que diz até que nunca me conheceu”, lamentou Sarah.

Confira um trecho de seu depoimento:

Sara ficou conhecida por se envolver em diversos escândalos, o último foi dar o endereço de uma menina que foi estuprada e ia abortar, fazendo com que radicalistas fossem até a porta do hospital protestar de forma agressiva contra os médicos e contra a própria criança que foi abusada e ia abortar.

Ela também liderou movimentos como “300 do Brasil”, feito em apoio ao presidente Jair Bolsonaro e liderado por ela, o movimento apresentava semelhanças com os movimentos de extrema-direita da Europa, sendo o próprio grupo classificado pela imprensa como uma organização de extrema-direita.