Publicidade

Amiga de Mabel Calzolari revela que ela fez 9 cirurgias com apoio de Tatá Werneck

Publicidade
Publicidade

Em entrevista para o UOL, Monique Curi, atriz e amiga de Mabel Calozari, que morreu hoje aos 21 anos, diz que a atriz “lutou ferozmente” contra a doença, mas teve complicações na última semana e não resistiu. A artista conta que, desde dezembro, Mabel passou por nove cirurgias e contou com o apoio financeiro e moral da atriz Tatá Werneck.

Tatá Werneck lamenta morte de Mabel Calzolari: 'Espero que encontre o Paulo  e que sejam grandes amigos' | Famosos | Gshow

No fim do ano passado, Mabel viu voltarem os sintomas da aracnoidite torácica, doença rara que causa inflamação da medula espinhal e, por isso, foi internada no Hospital Miguel Couto.

“Os cistos iam e voltavam, iam e voltavam, por isso tantas cirurgias. É um sofrimento que só quem conviveu sabe”.

Publicidade

Apoio de Tatá Werneck

Monique, que conheceu Mabel no ano passado (e diz ter se apaixonado por sua história de luta), se tornou uma espécie de “mãe adotiva” da atriz quando ela foi internada. A mãe de Mabel, Silvia, que é cabeleireira, parou de trabalhar para cuidar da filha, e Monique organizou uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para elas.

Tatá foi a pessoa que mais contribuiu na arrecadação. Monique conta que, durante a internação, mesmo sem conhecê-la pessoalmente, a humorista animou seus dias com frequência, em ligações.

A Tatá, além de ajudá-la financeiramente, batia papo, ligava direto, dava atenção. Ofereceu amor, carinho e amizade. Era um ídolo dela, e fez muita diferença.

Publicidade

“Todo mundo dizia que a Mabel era parecida com a Ísis Valverde, e a Tatá contou para a Ísis que ela queria conhecê-la. Ela colocou as duas em contato, e a Mabel ficou superfeliz. Ela me contava sobre isso no telefone muito animada” disse.

Despedida de Tatá

Tatá Werneck usou as redes sociais para se despedir de Mabel Calzolari nesta terça-feira, 22.

A humorista, que acompanhou os últimos meses de vida da jovem, publicou uma foto dela e escreveu um longo texto.

Publicidade

Mabel. Doce e linda. Cheia de sonhos. Linda. Linda. Uma pintura. Um sorriso e uma força. Cansada depois de tantas cirurgias. Mas gentil. Pedindo desculpas. Dizia que não queria atrapalhar. E eu ficava encantada. Como podia tão nova ser tão forte?“, começou Tatá.

Ela prossegue: “Um amor pelo filho. Uma preocupação dele saber quem era a mãe dele. Ele vai saber, minha amiga. Que a mãe dele é a flor mais firme. Linda, Mabel. Você é linda. Nos conhecemos há pouco tempo. Viramos amigas. E semana passada quando te liguei e você já não estava reconhecendo muito as pessoas , disse a sua mãe que se lembrava de quem eu era. Que era sua melhor amiga“.

Obrigada por sua amizade. Eu te amo. Deus com certeza está com voce no colo. Espero que encontre Paulo por aí. E que sejam grandes amigos“, completou, citando Paulo Gustavo, que também partiu este ano. Confira:

Publicidade

Luta e morte

Monique diz que, nas últimas semanas, Mabel teve alta e passou alguns dias em casa, mas ainda com muitos sintomas. Depois, conta a atriz, ela conseguiu com que a jovem fosse transferida para o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho.

Atriz de "Orgulho e Paixão", da TV Globo, Mabel Calzolari morre aos 21  anos, vítima de doença rara | GZH

“Começaram a agravar as coisas. Ela começou a ter febres diárias, convulsões e espasmos. Ela passava por tomografias e ressonâncias, mas não descobriam o que era”, diz Monique. “Na semana passada, com as convulsões, ela passou a não mais reconhecer mais ninguém. Não sabia quem era ou onde estava”.

A atriz conta que na última sexta, Mabel teve uma parada respiratória e precisou ser intubada. No dia seguinte, teve uma parada cardíaca que trouxe danos cerebrais. Ela e a família visitaram a atriz no domingo. Foram feitos exames, e hoje foi constatada a morte cerebral. Os órgãos da atriz, de acordo com sua vontade, serão doados.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *