Publicidade

Patrícia Abravanel sai em defesa de Caio Castro e Rafa Kalimann sobre vídeo homofóbico e afirma que eles podem ter opiniões diferentes.

Publicidade
Publicidade

Caio Castro e a influenciadora e ex-bbb Rafa Kalimann foram muito criticados recentemente após compartilharem um vídeo do pastor Cláudio Duarte no qual ele se mantém contra o casamento homoafetivo, no vídeo ele deixa bem claro que respeita, mas que não é a favor que duas pessoas assim se casem: “Não sou a favor do relacionamento. No mais, eu respeito, tenho minhas convicções e tenho a base daquilo que eu acredito”, disse ele, no vídeo que foi compartilhado.

Após comentários negativos e inúmeras críticas, Caio Castro e Rafa Kalimann se pronunciaram publicamente e pediram desculpas ao público LGBTQ+ pois o direito ao casamento é algo decretado por lei, e vídeos assim ferem totalmente a conduta de uma sociedade como a nossa, que prega o direito para todas as pessoas de serem felizes e amar da maneira que quiserem.

“Sobre qualquer ideia sobre relação homoafetiva sou a favor sim, sou a favor do amor entre as pessoas. Mas existem pessoas que não são, existem pessoas que tem suas convicções e seus costumes diferentes. Precisamos respeitar, mas não precisamos e nem devemos aceitar”, disse Caio Castro em seu instagram.

Publicidade

Rafa Kalimann também publicou um pedido de desculpas publicamente, “Sinto muito se ofendi e se pareceu que eu discordo de relacionamentos homoafetivos. Apaguei depois de ver que estavam levando como uma opinião minha e está longe de ser. Muito pelo contrário”, disse ela.

Nessa terça-feira, a filha de Silvio Santos, Patrícia Abravanel saiu em defesa da publicação dos dois e disse que todos tem o direito de se expressar da maneira que quiser e ser contra qualquer tipo de coisa, pois existem pessoas que tem uma criação “conservadora” e não estão acostumados com esse tipo de coisa, por isso não são obrigados a aceitar.

“Eu acredito que nós, mais velhos, e nós que fomos educados por pais mais conservadores, a gente está se abrindo, está aprendendo. Mas eu acho que é um direito também das pessoas respeitarem. Por que não concordar em discordar, entendeu? A gente pode ter opiniões diferentes, e tudo bem. Tudo é muito enfatizado, tudo é muito polemizado”, disse ela.

Publicidade

Ela saiu em defensa de Caio Castro e Rafa Kalimann, mesmo após os dois terem reconhecido o erro e se desculpado, ainda sim, Patrícia defende e diz que eles tem razão em compartilhar o vídeo, “E eu não acho que o Caio Castro e a Rafa são preconceituosos, homofóbicos, eu acho que eles realmente foram educados de outra maneira. Eu acho que assim como os LGDBTYH querem o respeito, eu acredito que eles têm que ser mais compreensivo com aqueles que hoje ainda não entendem direito, estão se abrindo para isso”, disse ela.

Ela ainda comentou como era difícil conversar com seus filhos sobre esses assuntos de hoje em dia, “É difícil quando a gente vai educar filho falar disso, sabia? Porque a gente vem de um conservadorismo, a gente não sabe lidar. Então tem que ter respeito e compreensão, não massacre, não cancelamento. Não é com força, poder, é com diálogo, conversa e respeito. É assim que a gente vai chegar num mundo sem homofobia e sem tantas discussões e cancelamentos”, continuou.

Confira o vídeo na íntegra:

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade